BEIJAR, FICAR E OUTROS VERBOS ADOLESCENTES



           A Filosofia tornou-se disciplina obrigatória no Ensino Médio e, em escolas particulares, é ministrada desde os primeiros anos do Ensino Fundamental. Contudo, os livros didáticos de Filosofia abordam os temas universais que moveram e movem a humanidade, deixando em segundo plano as questões que movem os adolescentes e jovens. 
               "Beijar, ficar e outros verbos adolescentes", escrito por Ana Idalina Carvalho Nunes (Idalina de Carvalho), promove essa contextualização, lançando ideias filosóficas no cerne das questões adolescentes. Não se trata de um livro que ensina Filosofia, mas de uma obra que desperta o leitor   para a reflexão, para o ato de filosofar. 
               Aninha, a personagem principal, tem 15 anos e uma vida interior muito rica. Os inúmeros diálogos presentes no livro  consistem apenas em "pano de fundo" para as viagens interiores de Aninha, que analisa o meio, os amigos, a família e até mesmo a sociedade.  Ela aborda questões como o padrão de beleza feminina, trazendo à tona uma questão filosófica das mais antigas - o corpo e a alma. Qual a importância que se dá a uma e a outra nos dias de hoje? O livro aborda também a fenomenologia de Husserl e ainda outras correntes filosóficas. Entretanto, quem acreditar na possibilidade de encontrar uma citação filosófica no texto, ou mesmo uma discussão mais madura, sentir-se-á frustrado. Tudo dentro do livro é tratado em linguagem adolescente e sob a perspectiva de uma adolescente - o que não  não desmerece a discussão filosófica - pelo contrário, a linguagem e o tom informal do livro  tornam mais leve a relação da protagonista com os leitores, possibilitando um diálogo feito de percepções e afinidades, que os leva a também refletir e descobrir-se interiormente.
               Como os capítulos são breves, torna-se perfeitamente possível a utilização de fragmentos em sala de aula, tanto na disciplina de Língua Portuguesa, como também em Filosofia, ou ainda em Sociologia (já que aborda a instituição familiar de forma mais abrangente). Também pode ser útil para outras disciplinas, dependendo do projeto desenvolvido pelo educador. 
                 O  lançamento oficial do livro está  marcado para o dia 5 de março próximo, no Colégio Soberano de Cataguases, em evento que contará com  a apresentação musical do grupo "Cantáteis", que representará fragmentos  do livro, apresentando uma trilha sonora para Ana, Bernardo, Laís, Roberta, Carol, Bruno e todos os personagens desse livro, que vai agradar tanto aos jovens quanto aos adultos. O grupo Cantáteis, formado por Maria Tereza Werneck, Angélica Teodoro e Lucas Roberti, preparou, em 2014, um recital com música e a interpretação da poesia de Adélia Prado no Festival Literário de Rio Novo (MG). A grande Adélia, que estava presente, mostrou-se emocionada com a homenagem. 
Apresentação do  grupo "Cantáteis", com Maria Tereza Werneck,
Angélica Teodoro e Lucas Roberti.
               Publicado através da Lei de Incentivo à Cultura Ascânio Lopes, de Cataguases (MG),  o livro tem capa produzida por Letícia Nunes, 18 anos, estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Os textos de apresentação da obra foram produzidos por dois jovens escritores identificados pelo PIDET (Programa de Identificação e Desenvolvimento de Estudantes Talentosos) da pós-graduação em Psicologia da UFJF. 
Letícia Nunes (projeto da capa)
Ana Idalina Carvalho Nunes (autora)
Informações:
Título: Beijar, ficar e outros verbos adolescentes,
Gênero: ficção juvenil.
Formato do livro: 14 x 21
Páginas: 112, brochura em branco e preto.
Capa: Cores com orelhas.
ISBN:978-85-918218-0-8
Edição do autor
Lei de Incentivo à Cultura Ascânio Lopes

Contato para palestras e desenvolvimento de projeto com lançamentos do livro em escolas:
 idalinadecarvalho@gmail.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MAURICE MERLEAU-PONTY