Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

MAURICE MERLEAU-PONTY

Imagem
FENOMENOLOGIA DA PERCEPÇÃO Resumo dos dois primeiros capítulos do livro, por Ana Idalina Carvalho Nunes

CAPÍTULO I
O CORPO COMO OBJETO E A FISIOLOGIA MECANICISTA
O capítulo I da “Fenomenologia da Percepção”, de Merleau-Ponty, intitulado O corpo como objeto e a fisiologia mecanicista, está centrado na tese de que o corpo é objeto e nem a fisiologia, nem a psicologia, dão conta de entendê-lo. O filósofo dá início à sua apresentação definindo o corpo-objeto como um corpo no qual os sentidos são partes independentes que não se relacionam entre si, sendo também os dados captados por esses mesmos sentidos, qualidades independentes e isoladas umas das outras. Segundo Ponty, cada sentido corresponde a um órgão e para responder aos estímulos do mundo, o que os sentidos fazem é apenas emitir uma reação mecânica.
Entretanto, entender o corpo como partes extra partes traz um grande problema pois, considerando-se que a captação é feita pelas partes, caso o conduto neural fosse lesionado a pessoa p…

CARL GUSTAV JUNG

Imagem
A FORMAÇÃO DA PERSONALIDADEPor Ana Idalina Carvalho Nunes[Resumo da Conferência proferida por Jung, sob o título de “Die Stimme des Innerem” (“A voz do íntimo”) no Kulturbund, Viena, em novembro de 1932. Como tratado “Vom Werden der Persönlichkeit” (“Da formação da personalidade”) em “Wirklichkeit der Seele” (“Realidade da alma”), Rascher, Zurique 1934. Novas edições: 1939 e 1947. Nova edição (cartonada): 1969]
O tema “formação da personalidade” tem sido foco na área da educação nos tempos atuais mas, na maioria dos casos, é uma proposta que cai no vazio, diante da impossibilidade de se “ensinar personalidade” às crianças, já que os pais e educadores também não têm desenvolvida sua personalidade. A pedagogia desconsidera o fato de que, sendo a personalidade uma “totalidade psíquica, dotada de decisão, resistência e força”, deve-se constatar que é um ideal de pessoa adulta, impossível de existir na infância. É claro que a personalidade existe na criança, mas é uma semente que se desenvolv…