Postagens

Mostrando postagens de 2012
Imagem
FILOSOFIA E LINGUAGEM * Mário José dos Santos
Está no DNA da Filosofia o procedimento crítico. O juízo crítico supõe discernimento (arte de julgar de forma clara) e adota um critério. Critério é um termo de origem grega que significa “medida” ou lei que nos permite, até certo ponto, distinguir  falsidade e verdade, bem e mal. Exercer o juízo crítico implica “julgar” e só pode julgar quem possui critério, isto é, a “medida justa”, supostamente, verdadeira. E esta pode no-la dar, dentro de certos limites, a filosofia. Logo, julgar com base numa medida criada pela imaginação ou pela fantasia é, simplesmente, um ato desvairado. Quem vive distraído olvida que, além das funções vitais (comer, beber e lazer), há uma essencial, imprescindível: pensar. A televisão tem duas filhas “nobres”: a diversão e a “preguiça mental”. Lamentavelmente, o caminho de saída da inércia existencial – o bom livro – está desprestigiado. Dizem que “os olhos são janelas da alma”. Esse fragmento popular parece coincid…